Histórias de superação #5

Finalizamos nossa série de “Histórias de superação”. A história da Rafaela é muito emocionante e fortalecedora. Gostaríamos de agradecer a todas as mulheres que compartilham suas histórias pois elas fazem a diferença na vida das outras pessoas. Muita força sempre 💙

VAMOS DE MINHAS VITÓRIAS ENTÃO…
Em julho de 2011 tive uma queda aparentemente simples de moto, onde fraturei o úmero em 05 lugares, sendo implantado uma placa e 8 pinos no local, dessa forma perdi boa parte do movimento do braço, a qual recuperei parcialmente com muita fisioterapia, persistência e dor, muita dor.
Meses depois, em novembro, encontrei um minúsculo nódulo na mana, o qual na seqüência foi diagnosticado como câncer de mama (Carcinoma Ductal Infiltrante – triplamente positivo), ao todo foram 10 cirurgias (incluindo mastectomia total), 8 quimioterapias (04 vermelhas e 04 brancas), 30 radioterapias e 17 monoterapias (Herceptin). Além de uma curetagem para investigação de um possível câncer de endométrio.
Sempre com um sorrisão no rosto, mesmo que o corpo e o coração estivessem cansados e amedrontados, Deus no coração e meu esposo Paulo ao meu lado, essa batalha foi vencida. Passei a fazer manutenções semestrais com a oncologista e limpeza mensal do portocath.
Meu maior sonho sempre foi ser mãe, porém com um histórico de câncer de mama, seguido de um tratamento tão rigoroso, hipotireodismo e obesidade, esse sonho tornou-se apenas um sonho, pra quem não tem fé em Deus é claro.
Em outubro de 2015 tive uma gestação seguida de aborto expontâneo, foram os dias mais felizes de minha vida, mas Deus sabe de todas as coisas, não era a nossa hora, nosso milagre ainda estava por vir.
Meu ginecologista sempre foi contra eu engravidar, pois acreditava que em poucos meses de gestação meu CA pudesse ter recidiva, devido ao bombardeio de hormônios trazidos pela gestação, sugeriu até a retirada de todo o meu aparelho reprodutor. Eu optei por nada fazer e aguardar que o tempo cuidasse dessa questão. Surgiu nesse período um cisto no ovário, o qual foi acompanhado por algum tempo e em seguida se dissolveu.
Em junho de 2016 em um ultrasson de rotina descobri que meu útero estava em uma pré-menopausa, extinguindo clinicamente e totalmente minhas possibilidade de ser mãe. Nesse mesmo dia ao dormir, chorei muito, coloquei minha vida e meu sonho nas mãos de Deus e Ele agiu poderosamente, menos de 20 dias depois desse exame eu engravidei, foi uma gestação imensamente tranqüila sem nenhuma intercorrência e no dia 23 de março de 2017 nasceu nossa maior bênção, nossa filha Vitória. Atualmente com 01 ano e 06 meses de muita saúde e alegria.
Esse é o resumo, mas a minha história é muito longa e com ela tenho ajudado muitas pessoas a terem mais força, fé e coragem. Um meio que consegui para isso foi com minha página nas redes sociais chamada CÂNCER, FÉ E ALEGRIA, hoje não tenho mais muito tempo para atualizá-la, mas lá estão todos os meus registros.
A frase que sempre me norteou e que eu deixo pra você é:
“Ter problemas na vida é inevitável, ser derrotado por eles é opcional.” Roger Crawford
Ponha Deus no início e Ele cuidará do fim.

Deixe uma Resposta